Na tarde desta segunda-feira (3), Rondônia recebeu 50.010 doses de vacinas da Pfizer e AstraZeneca contra a Covid-19, enviadas pelo Ministério da Saúde (MS), que serão usadas para aplicação da primeira dose.

O primeiro lote da vacina Pfizer com 3.510 doses contra a Covid-19, será destinada somente para Porto Velho. O estado recebeu ainda, 46.500 doses da vacina AstraZeneca.

A diretora geral da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Ana Flora Camargo Gerhardt, disse que é uma determinação do Ministério da Saúde que as doses sejam aplicadas em moradores das capitais.

A Pfizer requer refrigeração diferenciada para o seu armazenamento, principalmente se for reservada por longo período. Para que sua validade aumente para seis meses, por exemplo, os imunizantes precisam ser armazenados em temperaturas que variam entre -80ºC e -60ºC.

Como em Porto Velho as vacinas serão aplicadas no período inferior a 14 dias, os imunizantes podem ser armazenados à temperatura de -25ºC a -15ºC, ou seja, dentro das características atendidas pela Rede de Frio instalada na capital de Rondônia.

Pela dificuldade de armazenamento, o interior não irá receber doses da Pfizer inicialmente. Somente a capital tem condições de armazenar as vacinas atualmente. “O MS já está providenciando, para todos os estados, freezers que mantém a temperatura necessária para o armazenamento do imunizante, para que o interior também possa receber as vacinas”, explicou o gerente de imunização da Agevisa, Ivo Barbosa.

Segundo a Sesau, a vacina Pfizer recomenda um intervalo de 12 semanas entre a primeira e a segunda dose, ou seja, um período de três meses.

Sobre as pessoas que tomaram a primeira dose da CoronaVac, e que ainda não foram imunizados com a segunda dose, por causa da falta do imunizante no estado, o gerente de imunização garantiu que a vacina não perde a eficácia no organismo de quem está esperando para tomar a segunda dose. “O MS nos informou que essas vacinas devem chegar entre quinta-feira (6) e sexta-feira (7)”, disse.

Os grupos prioritários que irão receber a primeira dose da vacina Pfizer são compostos por: pessoas com síndrome de down (18 a 59 anos); Pessoas com doença renal em terapia de substituição – diálise – (18 a 59 anos); gestantes e puérperas (mães com bebês de até 45 dias) com comorbidades (18 a 59 anos); pessoas com comorbidades (55 a 59 anos).

As doses da vacina da AstraZeneca vão ser disponibilizadas para a aplicação da primeira dose em idosos de 60 a 64 anos e pessoas com comorbidades.

Rondoniagora