Decretos publicados pelas prefeituras de Rolim de Moura (RO) e Ariquemes (RO) proibiram o corte no fornecimento de água, mesmo que o cliente esteja inadimplente, pelos próximos dois meses. Além do corte de água, Rolim de Moura proibiu a interrupção do fornecimento de energia elétrica dos moradores .

As medidas dos municípios fazem parte do enfrentamento das dificuldades causadas pela pandemia do novo coronavírus.

Conforme o decreto assinado pelo prefeito de Ariquemes, Thiago Flores, as contas de água vencidas durante a vigência do decreto poderão ser parceladas em até 36 vezes, sem cobrança de juros e correção monetária.

Em Ariquemes, os cortes de água ficam proibidos até 19 de maio. Já Rolim de Moura diz que a suspensão do fornecimento de água e energia não poderão ser feitos pelas companhias até 21 de maio. Nessas duas cidades, o serviço de água e esgoto é concedido à iniciativa privada.

A assessoria de comunicação da Caerd informou que uma resolução está sendo editada e deve ser publicada ainda nesta segunda-feira (23), impedindo o corte no fornecimento durante a pandemia. O objetivo é evitar aglomerações nas lojas de atendimento da empresa.

G1/RO