Na manhã desta segunda-feira (11), nossa reportagem voltou até a esquina da Escola Marechal Cordeiro de Farias e se deparou com uma situação pior do que a registrada na semana passada.

Leia: Falta de limpeza em área pública desmotiva contribuinte em Pimenta Bueno

Além do mato alto na área pública, odor, fezes de gato e até gato morto havia no local que fica na esquina da Rua 21 de Abril, com Av. Emboabas. O gato morto, possivelmente por atropelamento, estava à beira da calçada pública, tomada por carrapichos, praticamente intransitável.

Localizadas no Bairro Apidiá, a rua e avenida mencionadas são de grande circulação, trata-se de área residencial de acesso à Praça do BNH, onde se realiza a feira de quarta.

Nesta área pública, há um prédio que foi construído com recursos públicos, que por muito tempo funcionou um anfiteatro, porém, abandonado virou abrigo de gatos, pombos e de fácil acesso para ser utilizado como esconderijo de mal feitores.

Na mesma área, outro prédio público está em reforma, no entanto, o mato alto demonstra a falta de zelo do poder público.

“Essa situação que estamos vendo aqui hoje é uma questão de saúde pública, cadê o poder público, cadê o centro de zoonoses?” questionou um morador insatisfeito.

“É incrível como essa situação perdura e os responsáveis não tomam providências. A conhecida frase: povo desenvolvido cidade limpa parece ter sido esquecida”, concluiu.

Neste local, somente a área de responsabilidade do poder público, não está limpa.

R1repórter.

max-width:100%; height: auto;

 

 max-width:100%; height: auto;